Kit de primeiros socorros é importante?

By 23 de maio de 2016 Dicas & Curiosidades No Comments

No último feriado fui viajar com a família completa, marido, filho e cão para uma fazenda. Com alguns dias de antecedência tudo organizado, malas, mantimentos, brinquedos, medicações do filho, caminha da mascote, ração, etc. Tudo pronto, pé na estrada, agora será só diversão.

No último dia do passeio minha cachorra se machucou, teve um corte no pescoço, nada fundo ou grave. Eu estava a 40 minutos da cidade mais próxima, num sábado à noite, no meio do feriado, chovia muito, estrada toda embarrada, não sabia se havia plantão veterinário. Mas e agora eu estava preparada? Não, não estava, e isso que sou veterinária. Tinha todas as medicações de emergência do meu filho, que é asmático, mas da minha querida cachorra não havia levado. Quanta culpa. Tratei-a da melhor maneira que pude com curativos e medicação para dor e por sorte tudo correu bem e logo ela estava recuperada.
Mas e se fosse mais grave? Para onde eu iria? O que teria feito? Pensei… será que oriento bem meus clientes quando viajam com seus animais? Então vamos montar um plano de viagem?
Primeiro passo, organizar uma maleta com medicamentos de emergência. Fiz uma pequena lista: luvas de procedimento, atadura, um pacote de compressa de gaze, um pequeno rolo de esparadrapo, solução fisiológica, alguma pomada cicatrizante e um analgésico seguro e indicado para cães. Antes de viajar marque uma revisão com seu médico veterinário e peça a ele uma indicação de analgésico e pomada. Normalmente as pomadas precisam de receita e existem muitos analgésicos ou anti-inflamatórios que cães e gatos não podem usar, ou não são indicados devido à idade do paciente ou doenças crônicas. E lembre sempre de levar as medicações de uso contínuo e/ou receitas atualizadas.
Segundo passo, atualize-se sobre clínicas ou hospitais veterinários próximos ao seu destino. Faça uma lista, peça indicações, informe-se sobre os horários de atendimento e se tem ou não plantão 24 horas e só viaje com os contatos em mãos. Muito importante também é atualizar as vacinas e levar a carteira de vacinação junto. Conforme o destino um atestado de viagem também é necessário.
Depois de tudo organizado, acomode seu companheiro no sinto de segurança ou caixa de transporte, agora é só partir e aproveitar os dias de folga ao lado de quem tanto gostamos.

assinatura_artigo_carin