“Doença de gato”: Mitos e Verdades sobre a toxoplasmose

By 11 de abril de 2016 Dicas & Curiosidades No Comments

É comum ouvirmos falar sobre o risco de transmissão da doença através dos felinos, principalmente para gestantes, que geralmente são aconselhadas a evitar o contato com os gatos domésticos. Os felinos estão relacionados com a perpetuação da doença, porém o contato com estes é a forma menos comum de contágio.

A infecção não ocorre pelo simples contato com o felino e sim, pelo contato direto com as fezes do animal infectado. Além disso, os ovos eliminados nas fezes do animal precisam permanecer alguns dias no ambiente para se tornar “infectante”. Logo, a limpeza diária das caixas de areia é uma importante forma de prevenção.

Muitos desconhecem, mas a principal forma de transmissão da doença para humanos é pela da ingestão de água e alimentos contaminados, e consumo de carne crua ou mal cozida. É importante higienizar frutas e verduras, beber água tratada, lavar bem as mãos e utensílios após mexer em terra de jardins, além de evitar o consumo de carne mal passada. Para crianças, deve-se estimular o hábito de lavar bem as mãos após brincar em praças que possuem tanques de areia.

Lembrando que os gatos podem se infectar da mesma forma que nós e também merecem atenção com a sua saúde. Evite alimentá-los com carne crua, restrinja seu acesso à rua. Ao adicionar pequenos hábitos no nosso dia-a-dia, zelamos pelo bem estar deles e da nossa família.

assinatura_artigo_cristina